top of page
  • GDV Engenharia

Lajes de concreto: conheça os 5 principais tipos

As lajes de concreto são elementos estruturais fundamentais em uma construção, sendo responsáveis por formar os pisos e tetos dos edifícios. Sendo assim, ao decidir realizar reformas em Campinas, essa é uma das partes mais importantes e que merece muita atenção, tanto dos moradores quanto dos profissionais envolvidos no projeto. A boa notícia é que a construtora em Campinas GDV oferece todo o suporte necessário.


Entretanto, ainda sim, é importante conhecer um pouco sobre o assunto para ter maior noção durante as conversas com a empresa contratada.


As lajes têm a função de distribuir as cargas que recebe para as vigas e, posteriormente, para os pilares, permitindo que a estrutura se mantenha estável e segura. Além disso, também ajudam a proporcionar isolamento térmico e acústico em um edifício. Mas, existem vários tipos disponíveis e no post de hoje que criamos em parceria com a imobiliária FN Imóveis em Balneário Camboriú, vamos falar sobre os 5 principais. Vamos lá?


1. Lajes Maciças


Esse é o tipo mais simples e tradicional de laje de concreto. As lajes maciças são formadas por uma placa de concreto armado que é diretamente suportada por vigas ou paredes de concreto.


Elas são geralmente utilizadas em edifícios residenciais ou em construções que não necessitam de grandes vãos livres. A maior vantagem da laje maciça é sua simplicidade e resistência. Contudo, ela consome uma quantidade significativa de concreto e aço, o que pode ser uma desvantagem em termos de custo e sustentabilidade.


2. Lajes Nervuradas


As lajes nervuradas são compostas por uma série de vigas de concreto (nervuras) que se cruzam, formando uma malha. Entre estas nervuras, há espaços que podem ser preenchidos com materiais mais leves (como blocos de EPS ou de cerâmica), reduzindo o peso da laje. As lajes nervuradas são mais leves e permitem vãos maiores que as lajes maciças, porém também são mais complexas de serem construídas e demandam um projeto bem detalhado.


3. Laje Cogumelo


A laje cogumelo, também conhecida como laje plana, é um tipo de laje que é suportada diretamente pelos pilares, sem a necessidade de vigas.


Esse tipo permite a criação de ambientes com tetos planos e sem vigas aparentes, o que pode ser desejável em termos estéticos e de uso do espaço. Além disso, as lajes cogumelo permitem uma maior liberdade na disposição dos pilares, já que não é necessário alinhá-los com as vigas.


No entanto, a laje cogumelo exige um projeto estrutural mais complexo e um controle rigoroso na execução, uma vez que a transferência de carga é feita diretamente para os pilares.


4. Laje Treliçada


A laje treliçada é um tipo de laje pré-moldada que é composta por uma treliça de aço (uma estrutura formada por barras de aço que se cruzam) e uma lajota cerâmica ou de EPS (isopor). A treliça funciona como a armadura da laje, enquanto a lajota preenche o espaço entre as treliças e reduz o peso da laje.


Elas são fáceis e rápidas de serem instaladas, pois as peças são produzidas fora do local da construção e simplesmente montadas no local. Além disso, permitem vãos maiores que as lajes maciças e pesam menos, o que pode reduzir a necessidade de suportes intermediários e a carga nas fundações.


No entanto, a laje treliçada exige um bom planejamento e coordenação, uma vez que as peças devem ser fabricadas e entregues de acordo com o cronograma da obra. Além disso, elas podem não ser adequadas para todos os tipos de construção.


5. Laje Alveolar


A laje alveolar, também conhecida como laje protendida ou laje vazada, é um tipo de laje pré-moldada que é caracterizada por ter uma série de vazios (alvéolos) em seu interior. Esses vazios reduzem o peso da laje e permitem que ela tenha uma grande resistência.


As lajes alveolares são produzidas em fábricas e transportadas para o local da obra, onde são instaladas rapidamente. Além disso, elas têm uma excelente resistência ao fogo e ao som, o que pode ser uma vantagem em certos tipos de construção.


Contudo, como qualquer laje pré-moldada, as lajes alveolares também pedem um bom planejamento e coordenação logística.


Então, agora que você conhece mais sobre os principais tipos de lajes e aplicações, já pode conversar com a construtora e decidirem qual é a melhor opção para seu imóvel.



4 visualizações0 comentário
bottom of page